sábado, 19 de abril de 2008


com seus novos - e recém completos - 21 anos, ela decidira pôr em primeiro plano todas as coisas boas que havia deixado para trás, não importava mais nada, não importava mais a opinião de ninguém, ela só queria (re)começar a viver a vida que havia deixado no modo stand-by - aquela vida ótima, de dar inveja a qualquer um, mas que por um motivo (muito) imbecil ela havia deixado para mais tarde.

e o (re)começo foi ótimo, festas com as amigas, shopping, passeios, números novos na agenda, pessoas novas na vida, decisões postas em prática (antigamente ela voltava atrás e não agia), novos sentimentos e motivações... os motivos pelos quais havia deixado essa vida já nem lhe passavam pela cabeça, assim como tantas outras coisas inúteis ela os havia deletado da memória - eles e quaisquer lembranças a eles relacionadas.

algumas vezes até pensou estar vivendo no mundo das fantasias, tudo ali estava - e está! - bom demais, mas sempre que colocava a cabeça no travesseiro ela sabia que se o dia que ali se encerrava tinha sido maravilhoso era por decisão sua, por opção sua em viver um dia de cada vez e deixar as coisas do passado no passado; depois de muitos tombos e tapas na cara ela havia decidido de uma vez por todas acabar com o que lhe fazia mal, excluir de uma vez por todas o que não prestava em sua vida e trazer de volta aquele sorriso cotidiano - antes que esquecesse de vez como era tão boa a sensação que ele lhe causava - que como seu pai mesmo dizia "fica tão lindo em você, combina tanto com seus olhos verdes!"

agora ela quer saber de viver, sorrir e ser feliz!

e felizes sejam os que resolverem a acompanhar...

Nenhum comentário: