domingo, 25 de maio de 2008



Hoje, lendo a coluna de Paulo Coelho, me deparei com a seguinte mensagem:

"Dos obstáculos
Disse Domingos Sabino: “tudo sempre acaba bem no final. Se as coisas não estão bem, é porque você ainda não chegou ao final”.
Se você está insatisfeito com alguma coisa - mesmo que seja uma coisa boa, que gostaria de realizar e não está conseguindo - pare agora.
Se as coisas estão emperradas, só existem duas explicações: ou sua perseverança está sendo testada, ou você precisa mudar de rumo.
Para descobrir qual das opções é correta - já que, afinal de contas, são atitudes opostas - use o silêncio e a oração. Aos poucos, as coisas vão ficando misteriosamente claras, até que você tenha forças suficientes para escolher.
Uma vez tomada a decisão, esqueça por completo a outra possibilidade. E siga adiante, porque Deus é o Deus dos Valentes. "




"Se você está insatisfeito com alguma coisa - mesmo que seja uma coisa boa, que gostaria de realizar e não está conseguindo - pare agora. Se as coisas estão emperradas, só existem duas explicações: ou sua perseverança está sendo testada, ou você precisa mudar de rumo."


Depois de ler isso minha reação não poderia ser outra a não ser balançar a cabeça e largar um risinho sarcástico; isso porque vieram à cabeça minhas 3 últimas semanas de orações, pedidos de sinais e sinais dados e ignorados por mim, a conversa que tive ontem a noite com a Bruna no sofá e, obviamente, a lembrança das coisas que eu havia escrito aqui nessas últimas semanas.
Depois de ler isso pude, mais uma vez, confirmar o que eu enxergava mas preferia fazer de conta que não era comigo - eu precisava mudar de rumo, encerrar de uma vez tudo aquilo ali. Os sinais foram vários, todos entendidos perfeitamente, porém ignorados... falta de resposta, telefones desligados e ocupados, chamadas recusadas, silêncio, silêncio e mais silêncio(!) e até mesmo o meu celular se "auto-desligar" no meio da noite (acreditem se quizer!), com certeza não era por nada... mas a teimosia em insistir em algo que "tinha tudo pra dar certo (?)" me fazia crer que aquilo ali não passava de coisa da minha cabeça, ou de coisas pelas quais eu teria que passar pra que as coisas acontecessem entre nós de uma maneira diferente...
As coisas estavam emperradas já faziam cinco anos, e já estava mais do que na hora de encerrar antes que alguém saísse (mais) machucado dessa história... e é por isso que cá estou, sem textos bonitos, cheios de declarações ou reclamações, apenas pra dizer e deixar registrado aqui que o que antes atormentava já não existe mais...
para reforçar o quanto é necessário "silêncio e a oração. Aos poucos, as coisas vão ficando misteriosamente claras, até que você tenha forças suficientes para escolher."

"Reze, confie, aguarde"

e assim como Elizabeth Gilbert disse em Comer, Rezar, Amar, "acredito realmente que a abstinência seja a coisa mais certa para mim agora"

Nenhum comentário: