quarta-feira, 18 de junho de 2008

“Cada caminho é apenas um entre milhões de caminhos, não esqueça. Se você acha que não deve segui-lo, não precisa ir adiante. O fato de abandoná-lo não pode agredir você, nem pode ofender ninguém”.
(Carlos Castañeda)


Os caminhos são iguais: todos os caminhos são iguais, e levam a lugar nenhum. Portanto, o guerreiro escolhe um caminho que tenha vida própria, e a partir do momento em que começa a percorrê-lo, ele se alegra e se transforma no próprio caminho; sua decisão de continuar nele apenas depende da alegria e não da sua ambição ou do seu medo. Portanto, sempre antes de agir, ele pergunta a si mesmo: “este caminho tem um coração”?

(Carlos Castañeda)

Nenhum comentário: