quarta-feira, 30 de julho de 2008

Hoje somos mais vivos do que nunca.
Mentira, estarmos sós.
Nada, que eu sinta, passa realmente.
É tudo ilusão de ter passado.

(Carlos Drummond de Andrade)

Nenhum comentário: