quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

gosto porque é assim todo errado, sem compromisso ou coisa marcada, foge de qualquer conceito, de qualquer acerto. é briguento, atrapalha, faz barulho, enxe o meu saco, me irrita - e é por isso que eu adoro... faz falta quando tá longe, e quando está perto ai ai ai é um estrago só!encara de frente independente do que seja, fala as coisas mais erradas nos momentos mais oportunos e desmonta minha cara de mandona com uma mordida... é chingamento, declaração, suspiros, loucuras, crises, promessas e as maiores falcatruas apenas numa noite...ninguém é de ninguém por mais que a gente tente, acabamos sempre por nos perder! de tão errados, somos completos... brigamos mais do que qualquer coisa, mas não deixamos de nos telefonar todo dia, de falar sempre as mesmas coisas todos os dias, de brigarmos pelos mesmos motivos todos os dias... por mais que pareça tudo igual, nada se compara as nossas caras de tontos quando estamos juntos, às palhaçadas sempre ditas, aos sarros um do outro, pegação no pé, ceninhas de ciúme, à vontade que um dá no outro e o que rola depois... o meu problema acaba por ser sempre o de estender as coisas por tempo demais, diria minha terapeuta... mas e daí? ele me irrita mas da conta direitinho do recado, não vejo porque não estender a relação por mais algum tempo.

Nenhum comentário: