quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

na tpm, sozinha, com saudade de casa e de várias outras pessoas, cansada- muito cansada - de dizer palavras sinceras que mesmo assim foram duvidadas, não acreditadas ou simplesmente jogadas no lixo; por ter que entender, enquanto na primeira oportunidade "alguém" lança um punhal em minha costas sem se importar com a profundidade do buraco, e sorrir depois do estrago, sem dor na consciência; de amar superficialmente simplesmente por achar que o cara é legal, de amar quando se esta longe, e, quando perto não sentir nada; de perdoar setenta vezes a cada tapa que levo, e a cada perdão na próxima levar um soco na boca do estômago;
cansada do afastamento de amigas que eu adorava e que pensava que sentiam o mesmo por mim; de engolir sapo; de continuar achando que muita coisa não vale a pena.... meu estômago dói, eu já devorei uns 3 kgs de comida na última hora pra tentar "abafar" meu nervosismo e a raiva que eu tenho sentido de mim mesma por ficar calada e "deixar pra lá" o que deveria ter sido discutido... e de tantas outras coisas mais...
.
.
.
"Estou cansada. Vazia. Desgastada, o coração desgasta de sofrer, sei disso."
(Lya Luft)

Nenhum comentário: