domingo, 31 de maio de 2009

.
Confesso...
.
° a viagem a casa dos pais no começo do mês pode, sem dúvida alguma, ser dividida em momentos bons X momentos horríveis... mas os maiores detalhes serão abafados (pelo menos por enquanto);
° foi ótimo rever meu pai, minha irmã, minha mãe e até mesmo ver a empolgação estampada na cara da minha madrasta e meu pai com a gravidez;
° ótimo ver aquele que significa muito pra mim, e perceber que a cada dia é mais;
° percebi que ainda não tenho noção do quanto meu pai realmente significa pra mim, cada dia que vejo ele descubro coisas novas e que fazem com que ele se torne ainda mais importante na minha vida;
° que tenho sérios problemas pra resolver na relação com minha mãe;
° que minha irmã é como uma filha pra mim e que, sem dúvida, ela é a pessoa mais importante da minha vida;
° que ainda estou surpresa com o fato de nada ter mudado depois daquela noite, mas que torço (e muito!) pra que as coisas sejam como falamos;
° que tenho andando nervosa demais, ansiosa demais, "somatizando" demais;
° as vezes queria largar tudo e viver uma vida menos preocupada e "apegada";
° que achei que ia enlouquecer com meu TCC;
° tenho pensado nele 1000 vezes mais do que ja pensava e as vezes me pego rindo feito boba; e que eu poderia ficar horas aqui escrevendo sobre o que sinto e penso sobre ele;
° que me acho uma idiota por sentir medo, e mesmo assim não consigo deixar de sentir;
° confesso também que queria que muita coisa não tivesse mudado, que sinto falta de muita gente que não tá mais comigo... assim como queria que certas coisas não tivessem quebrado;
° que tenho ouvido música no volume mais alto possível pra não poder ouvir meus pensamentos (isso é coisa do meu professor Psicanalista);
° confesso que tenho sentido uma saudade enorme de chorar;
° me arrependo de ter parado a terapia, precisei muito da minha terapeuta nos últimos meses;
° que tem muita coisa que eu queria escrever aqui hoje e que vou deixar pra lá porque, por algum motivo, eu ainda me importo com o que os outros pensam;
° que eu queria ficar alguns dias em silêncio, comigo mesma, sem ter hora-nem-lugar;
° encerrando, confesso que são 02:41 da manhã e eu preciso acordar as 06:00, tomar banho, café, pegar o ônibus as 07:20, ir pra faculdade, chegar lá as 08:00, ter supervisão das 08:30 às 09:20, permanecer lá até as 13:30 sem nada pra fazer, até o estágio até as 17:30, pra então pegar o ônibus de volta pra casa as 17:45, chegar em casa as 18:20 e comer, lavar roupa, estudar.... e não tenho a mínima vontade pra nada disso...


Nenhum comentário: