sábado, 4 de julho de 2009

as vezes eu queria entender o que é que me dá... bate uma insegurança, um medo de que tudo acabe sendo em vão.
e aí eu escrevo coisas absurdas, penso outras mais idiotas ainda. ajo como se não acreditasse em tudo que aconteceu, em tudo que já vivi e ouvi.
por mais que saiba, essa indiferença acaba afetando tudo, ou melhor, estragando tudo. e aí eu grito, bato o pé, reclamo e choro sozinha...
quero ver como serão as coisas nas próximas semanas.... quero tanto que tudo mude, que volte a ser como era, tenho medo do que pode vir a acontecer, do que eu posso ouvir, do que posso dizer.
vou, mais uma vez, dar a cara a tapa e esperar o melhor.
por favor, não me decepcione!

Nenhum comentário: