domingo, 9 de agosto de 2009

Eu tinha esquecido como era bom, sabe? Não falo apenas da parte física, sexual... mas, e principalmente, da afetiva. Do colo, dos conselhos, da calma, do bom humor, da paciência. Alguém que escuta seus medos, histórias, te encosta no peito e te enche de beijos. Alguém que ri contigo, ri de ti e de si próprio, compra sonho de valsa e te leva pra dormir de conchinha pelo tempo que ainda resta. Alguém que fala o que pensa e sente, sem medo de ser chamado de ridículo, que ouve tudo e no final te abraça e diz que sente saudade e contigo tudo é melhor.
.
É, eu tinha esquecido mesmo como é bom.

Nenhum comentário: