quinta-feira, 22 de abril de 2010

não sei como e onde foi que perdi o foco no meio dessa história, só sei que acabei aqui, assim: sem palavras, sem ações, sem telefonemas atendidos... só eu e meus pensamentos estúpidos sobre nós.
agora eu tô aqui, esperando você sair do esconderijo pra que eu possa dizer que acabou, que eu cansei, que não tenho mais forças pra continuar carregando o barco sozinha, que sinto muito por tudo que poderíamos viver juntos, mas resolvi pensar mais em mim mesma.

Nenhum comentário: