segunda-feira, 30 de agosto de 2010

em dias assim o melhor a se fazer - deveria - ser não pensar... (faz-me-rir)
no meio de tanta coisa pra colocar em ordem, da perda de mais um amigo e o retorno de todas aquelas lembranças horríveis de dois anos atrás, de pensamentos e sentimentos confusos e milhares de coisas pra estudar, passei o dia feito barata tonta dentro de casa...
preciso de certezas, não quero mais me ver voltando atrás de nada.

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

sobre amores e homens fracos

Ela disse à ele que iria sumir da vida dele, que iriam ter que se afastar um do outro. Disse que se pra ele a distância era mais forte que o sentimento por ela, que ela iria deixá-lo, então, e pediu pra ele que só voltasse a procurá-la quando quisesse lutar junto com ela, quando o sentimento, dele por ela, fosse inteiro... E como resposta obteve o silêncio! Quando o que ela mais queria era uma reação, qualquer que fosse, que ele pedisse pra ela não ir, que poderia lutar junto com ela, que estava disposto a lutar...ele foi fraco, o amor dele é fraco, se a única resposta que pode dar é o silêncio, então que se afaste, que vá embora! Não consigo aceitar nada pela metade, pessoas pela metade. Se for pra ter alguém pela metade, melhor não ter!!


sábado, 21 de agosto de 2010


fui embora
deixei você e a vida sossegada - e monótona - que tinha pra trás
peço que procure entender que aquilo já não me servia, eu preciso de mais
entenda que é preciso ser sincero consigo mesmo e ir em busca do que nos faz feliz
pra isso precisei te deixar.

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

aos poucos vou percebendo que todos os meus grandes planos de tempos atrás já não prevalecem mais... hoje me basta o simples e encantador




quinta-feira, 12 de agosto de 2010

hoje precisei ir a farmácia, aproveitei para comer algo na rua, andar um pouco e ficar comigo mesma em um lugar que não fosse a cama. durante o meu trajeto, me deparei com 2 ogros - leia-se homem sem o mínimo de educação e gentileza - e fiquei pensando comigo o que leva uma mulher a se casar com uma "figura" dessa....
chegando em casa fui fazer pesquisa com as amigas no msn.... obtive apenas uma resposta

"pq saum bestas e achamos que soh os cavalos saum bons de cama. eles podem ateh ter pegada.. mas depois de um tempo mal sabem proporcionar um bom orgasmoo.. pq soh estaum preocupados com os seus próprios umbigos de ogros.." e completou "eh q assim amiga .. existem mulheres sem cérebro"

outra amiga respondeu não saber

perguntei então a um amigo que me disse...

"o pq não sei... acho q gostam de ser maltratadas... elas devem achar q são menores q os homens e um ogro mostra na marra isso pra elas"

depois de muito pensar só cheguei a conclusão que deve ser devido a desespero + acefalia


Zero Hora - 12 de agosto de 2010 | N° 16425

LITERATURA

Preservando Caio F.

"Quase 15 anos após sua morte, Caio Fernando Abreu e sua obra ocupam um lugar de importância incontestável na literatura brasileira. A redescoberta da prosa intimista de Caio, fortemente influenciada por Clarice Lispector, por uma nova geração de leitores e pesquisadores, as reedições recentes que mantêm sua obra circulando e uma nova fornada de estudos acadêmicos têm mantido aceso o interesse pelo autor de Morangos Mofados e Onde Andará Dulce Veiga?, morto precocemente, em fevereiro de 1996, aos 47 anos, em decorrência de complicações de saúde após ter sido diagnosticado com aids. Agora, a discussão principal é o que fazer com os sinais de sua passagem por uma Porto Alegre com a qual o escritor viveu uma relação ambivalente de afeto e distância: seu acervo literário e a casa onde morou em seus últimos anos, no bairro Menino Deus."

na foto abaixo, feita em 1995, Caio posa à frente do sobrado





as vezes sinto uma vontade enorme de apagar tudo e (re)começar o blog do zero, mas sinto que seria um crime contra os meus devaneios e insanidades postados aqui.
dias atrás parei pra ler tudo que já foi dito, o que ficou subentendido nas entrelinhas... o riso foi inevitável, incrível perceber em quanta bagunça já me meti, e o pior (?) de tudo, quanta bagunça junta... realmente meus tempos de "ser vivente" não foram moles.
obviamente, muita coisa não foi dita, detalhes foram omitidos, acredito que tenha sido um ato inconsciente, para que, no dia em que resolvesse voltar, percebesse que esquecer é, além de inevitável, necessário.
enfim, esse post é apenas para deixar registrado que nos últimos dias andei voltando ao passado e repensando muita coisa, e repensando entendi e virei - agora sim - a página.








quarta-feira, 11 de agosto de 2010

(...) e a gente sente que ela não espera mais
nada de nada nem de ninguém, que está absolutamente
sozinha e numa altura tal que ninguém jamais conseguiria alcançá-la.

Caio F. Abreu

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

retirado do blog da Andréa


Salve a casa do Caio Fernando Abreu
Onde mora o Caio Fernando Abreu, você sabe?
A maioria sabe que ele viveu no bairro Menino Deus, aqui em Porto Alegre.
Eu tinha essa dúvida, não tenho mais.
Escrevi sobre isso no post http://wunschelrute.blogspot.com/2010/04/caio-fernando-abreu-fisica-quantica-e-o.html. O mesmo post pelo qual me encontrou o escritor Fábio Fabrício Fabretti. Fábio, um apaixonado pelo trabalho do Caio estava em busca do endereço CF. O Fabio participou do trabalho "Caio Fernando Abreu - Cartas". Fábio veio à Porto Alegre lançar seu mais recente trabalho, a biografia profissional da atriz Glória Pires - 40 de Glória.

Em função do Caio entrou em contato comigo para que eu fosse ao lançamento, fui. Caio Fernando Abreu nos apresentou e não poderia ter sido diferente, amigos de infância em poucos dias. Nesses dias que passamos juntos ficamos envolvidos com o Caio e o Fábio, que sabia o endereço da época do trabalho "cartas" fez uma descoberta, a casa do Caio está à venda.

Fomos visitar! Fim de tarde, dia de chuva e nós lá na casa do Caio Fernando Abreu, na sala do Caio, no quarto do Caio! Fantástico!
Antes de saber que a casa estava à venda havia comentado com o Fábio que em Porto Alegre não havia nada que lembrasse o escritor, nada. Que deveria haver, no mínimo um café aqui no Menino Deus que tivesse o nome. Algum tipo de homenagem. Justo mesmo seria que Porto Alegre tivesse uma Casa de Cultura Caio Fernando Abreu.

Bom pessoal, a casa está lá para ser vendida. Provavelmente será destruída e transformada em prédio, como está acontecendo com tudo aqui no Menino Deus. Então, pensamos em criar uma campanha para tentar "salvar" a casa do Caio e transforma-la em um centro cultural. Não temos interesse em administrar isso, queremos sim é divulgar a situação da casa e batalhar um patrocínio. Que o Estado ou alguma empresa privada assuma a casa.

Então estamos lançando essa campanha "Salve a casa do Caio Fernando Abreu" e pedimos a todos que se interessam e acham o iniciativa importante que divulguem para o máxima de pessoas possível. Vamos elaborar um blog e encaminhar um e-mail com pedidos de assinatura.

Enfim pessoal, sabemos que é complicado mas vale tentar.

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

ontem me tornei oficialmente psicóloga... canudo na mão e vida nova que se inicia

boa sorte pra mim!

segunda-feira, 2 de agosto de 2010



"Eu me sinto às vezes tão frágil, queria me debruçar em alguém, em alguma coisa. Alguma segurança. Invento estorinhas para mim mesmo, o tempo todo, me conformo, me dou força. Mas a sensação de estar sozinho não me larga. Algumas paranóias, mas nada de grave. O que incomoda é esta fragilidade, essa aceitação, esse contentar-se com quase nada."


- Caio F. Abreu -

domingo, 1 de agosto de 2010

LAMENTÁVEL, OU, PORQUE AS VEZES TENHO VERGONHA DO SER HUMANO


Fonte: G1

Cavalo cai na reta de chegada de corrida no Rio e é sacrificado

O acidente não atrapalhou o término da competição.
Jóquei foi levado para hospital da Zona Sul e passa bem.


Um acidente marcou o Grande Prêmio Brasil de Turfe, neste domingo (1º), no Jockey Club Brasileiro, na Gávea, Zona Sul do Rio. O cavalo Vasoveda caiu na reta de chegada e foi sacrificado. O acidente não atrapalhou o término da competição, que este ano homenageou o primeiro GP Brasil da história, realizado em 1933.

O cavalo Vasoveda e o jóquei Ivaldo Santana foram atendidos ainda no local. Enquanto Ivaldo era levado para a ambulância, o animal, que teve uma fratura exposta, foi sacrificado ainda na pista. O jóquei foi levado para um hospital da Zona Sul do Rio e passa bem.