quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Zero Hora - 12 de agosto de 2010 | N° 16425

LITERATURA

Preservando Caio F.

"Quase 15 anos após sua morte, Caio Fernando Abreu e sua obra ocupam um lugar de importância incontestável na literatura brasileira. A redescoberta da prosa intimista de Caio, fortemente influenciada por Clarice Lispector, por uma nova geração de leitores e pesquisadores, as reedições recentes que mantêm sua obra circulando e uma nova fornada de estudos acadêmicos têm mantido aceso o interesse pelo autor de Morangos Mofados e Onde Andará Dulce Veiga?, morto precocemente, em fevereiro de 1996, aos 47 anos, em decorrência de complicações de saúde após ter sido diagnosticado com aids. Agora, a discussão principal é o que fazer com os sinais de sua passagem por uma Porto Alegre com a qual o escritor viveu uma relação ambivalente de afeto e distância: seu acervo literário e a casa onde morou em seus últimos anos, no bairro Menino Deus."

na foto abaixo, feita em 1995, Caio posa à frente do sobrado





Nenhum comentário: