terça-feira, 17 de maio de 2011

mais um dezoito de maio



amanhã, dia 18 de maio, é um dia que eu espero ainda ter muitos anos pela frente pra comemorar... é aniversário de uma das pessoas mais importantes da minha vida... meu pai!
seu Elton Francisco Werlang, ser ranzinza e de bom coração; pai dedicado mesmo a distância, que hoje vê suas filhotas crescidas e seu filhote ainda pequeno precisando de toda atenção que lhe possa ser oferecida.
meu pai sempre foi diferente de todos os pais das minhas amigas... mesmo estando longe, esteve presente, nem que fosse mandando e-mails exigindo atenção; sempre com aquele jeito durão, dando esporro que dói na alma, mas quando faz suas declarações de amor chora feito criança.
meu pai não é perfeito, tem seus defeitos, mas já teve muitos mais... hoje é um homem diferente, com atitudes diferentes... mas aquele jeito lindo de me empurrar pra frente continua ali, sempre intacto. seu Elton foi sempre meu melhor amigo, mais até do que minha mãe, admiro muito a forma sensata como lida com as situações, como da conselho, como indica a direção...
só eu sei como é ruim estar longe dele, daquelas brincadeiras chatas que me deixam muito irritada; daquelas comidinhas gostosas que ele prepara quando vou visitá-lo; das nossas conversas sérias que geralmente acabam com um de nós chorando (ou até mesmo os dois); dos nossos vinhos, cervejas, futebol aos domingos; dele me chamando de cachorra quando o surpreendo com uma mordida, ele fica bravo e sai berrando pela casa; daquela mania de me carregar pras suas uvinhas, porque eu preciso me interessar por elas (algum dia, quem sabe); daquele senso de humor incrível, que me faz pensar de onde ele tira aquelas piadinhas cretinhas...
meu pai é figura rara, um homem admirável e que com certeza não desperta outro sentimento nas pessoas que o cercam que não seja o carinho e a admiração... sabe muito da vida e sempre tem a palavra certa pra dizer pra quem quer que seja. sempre lutou pra ser quem é hoje, sem precisar passar por cima de ninguém... sempre cumpriu com seu papel de pai, sempre fez o melhor por mim e minha irmã e é por isso que agradeço a Deus por ele ter me dado o melhor pai que eu poderia ter; e por isso que eu peço a Ele que proteja meu velhinho por muitos e muitos anos, pra que, mesmo em e-mails mensais, eu possa dizer pra ele o quanto eu o amo, admiro e sou grata por tudo que fez e faz até hoje por mim e minha irmã.
TE AMO PAI!

Nenhum comentário: