segunda-feira, 28 de julho de 2014



me toma pelo impulso, pela emoção, pelo calor, pelo cheiro, pelo suor.
aquele beijo-não-dado que enrijece cada músculo da cintura pra baixo e me faz largar meu corpo nos seus braços, sem razão, sem pensar, sem pudor... a cada toque, cada carinho, cada puxão de cabelo.
ao final aquele "to feliz porque hoje descobri que não te perdi" com olhar de sacana que faz derreter.
eu quero mais, cada vez mais, sem motivo pra ser, sem futuro, assim, descabido e voraz.

segunda-feira, 21 de julho de 2014

entre o menino birrento que mostra a língua e o cara preocupado, o homem que te derruba ao simples encostar das mãos

sábado, 12 de julho de 2014

tão brega, mas Chitãozinho e Xororó nunca falaram tanto por mim quanto agora 

Tranquei a porta do meu peito
Depois joguei a chave fora
E bem depressa eu mandei 
A solidão embora

E nem dei o primeiro passo
Já dei de cara com você 
Me olhando com aquele jeito 
Que só você tem quando quer me vencer

Dona das minhas vontades
Com a chave da paixão 
Tranqüilamente vai e volta 
Entra e abre a porta do meu coração 

Já sabe o meu ponto fraco
Das minhas manhas e desejos 
Desliza sobre a minha pele
Põe na minha boca o mel dos seus beijos

Como é que eu posso 
Me livrar das garras desse amor gostoso 
O jeito é relaxar e começar
Tudo de novo

Como é que eu posso não querer
Se na verdade eu quero bis 
Rolar com você 
Nem que seja pra brincar de ser feliz

domingo, 6 de julho de 2014

De tando tentar te achar, acabei me perdendo. De tanto tentar descomplicar, acabei complicando ainda mais. De tanto guardar, acabei transbordando. De tanto querer, nada tive. De tanto fazer por nós, acabei fazendo sozinha. De tanto caminhar junto, acabei caminhando sozinha. De tanto pensar, nada fiz. De tanto fazer, pouco pensei. De tanto te amar, deixei de me amar. De tanto olhar pra trás, perdi o caminho á minha frente. De tanto correr, acabei caindo. De tanto cair, aprendi a levantar. De tanto sofrer, aprendi a sorrir. De tanto sorrir, aprendi a não sofrer. De tanto observar, acabei ficando de fora. De tanto sofrer com ele, acabei sofrendo por ele. De tanto fazer tanto por ele, acabei não fazendo nada por mim. De tanto pensar em como poderia ter sido, esqueci de fazer. De tanto correr da dor, acabei encontrando. De tanto ler, muito imaginei. De tanto que imaginei, nada fiz. De tanto que dancei, percebi que não sei. De tanto que não sei, aprendi que, na verdade, muito sei. De tanto ser muito, acabei sendo pouco. De tanto se cansar, parei de tentar. De tanto ter esperança, acabei não tendo nada. De tanto ajudar, não me ajudei. De tanto espernear, nada tive. De tanto jogar, acabei sendo jogada. De tanto ficar, acabei indo. De tanto cantar, acabei sem voz. De tanto escrever, pouco falei. De tanto falar, pouco escrevi. De tanto amar, esqueci que também precisava ser amada. E de tanto “tanto”, acabei nada.

Por Que seja doce
em alguns momentos é preciso se aproximar - única e exclusivamente - de si mesmo.
torna-se indispensável então ter por perto somente quem é capaz facilitar tal aproximação.
o resto, deixa pra trás.





quinta-feira, 3 de julho de 2014

Se prepare para as surpresas que a vida ainda reserva para você! 
Não são todas as coisas que queremos que dão certo, mas eu acredito que o melhor Deus tem guardado para aqueles que o amam. 
Não desanime, comece agora mesmo a tua faxina, enxuga as tuas lágrimas, levante a cabeça e recomece outra vez, e quantas vezes forem necessárias.
Não adianta nada você saber e não fazer, ou você se enganar quando acha que tem certeza.
As vezes é preciso desacelerar, parar um pouco e respirar, do que tropeçar em seus próprios passos.
A luta é contra você mesmo. Se organize e não espere encontrar nos outros o que você está buscando. Você precisa se aceitar e id
entificar quando algo não está fluindo e sendo forçado. Você tem valor. Acalma esse coração agitado! 
Amar demais e sonhar demais não é pecado, o errado é você insistir em algo de olhos vendados. 
Conheça os seus limites e se adapte as mudanças. Você terá muitas curvas ainda em seu caminho, use todas as suas habilidades e não se perca. Não se esqueça de ir até o fim depois de já ter começado. O concluir e chegar lá são melhores do que o retorno. 
(Thaís Fernanda)